terça-feira, 21 de novembro de 2017

poÉtika 68


poÉtika 68

era para ser assim como se foice
no papel de seda era língua e sangue
unhas muitos dedos dentes
nos teus céus de boca
era assim como se fosse
meus olhos no cinema
nos teus olhos presos
e o destino do poema teus lábios indefesos

Artur Gomes
www.fulinaimicas.blogspot.com

Nenhum comentário: