quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Jura Secreta 62


agora que meu canto lírico
escorre pelos vales dos vinhedos
e a carne dos teus brancos dedos
tocam meu corpo como marés em chamas
outros outubros já se foram
em minha fome tanta
que nenhuma palavra santa
caberia no poema
ou em tua pele quântica
papel por onde escrevo
em minha sede tântrica
desse vinho em tua boca
onde em teus lábios bebo

Artur Gomes Juras Secretas
http://carnavalhagumes.blogspot.com

Nenhum comentário: