terça-feira, 1 de julho de 2008

Jura secreta 18

te beijo vestida de nua
somente a lua te espelha
nesta lagoa vermelha
Porto Alegre cais do porto
barcos navios no teu corpo

os peixes brincam no teu cio
nus teus seios minhas mãos
as rendas finas que vestias
sobre os teus pêlos ficção

todos os laços dos tecidos
e àquela cor do teu vestido
a pura pele agora é roupa
e o baton da tua boca
o sabor da tua língua
tudo antes só promessa
agora hóstia entre os meus dentes

e para espanto dos decentes
te levo ao ato consagrado
se te despir for só pecado
é só pecar que me interessa

Nenhum comentário: