segunda-feira, 30 de junho de 2008

Jura secreta 50

anjo em transe

Laís quase um país de pele e pluma
palavra em que me canto quando chamo
por teu nome onde teu pai de sangue
e tua mãe de carne também moram
dentro do meu peito em chamas
quando as águas me levaram búzios
e nos mares lá se vão navios
como as flores que estão tecidas
pelos teus cabelos entre os dourados fios
e os tecidos finos do teu corpo
in sana
pulsos de algum anjo em transe
como os dentes quando abro a boca
num poema pra incendiar os rios

Nenhum comentário: